Ads Top

Autoridades da Noruega suspeitam que baleia beluga seria "espiã" russa

Baleia beluga pode ser espiã russa, suspeitam cientistas (Foto: Norwegian Direcorate of Fisheries Sea Surveillance Unit )

 

Uma baleia beluga foi encontrada na Noruega utilizando uma espécie de "coleira" de identificação russa, abrindo suspeitas de que ela tenha sido treinada pelo governo da Rússia como arma militar. De acordo com a agência Associated Press, a coleira, que já foi removida,  dizia "Equipamento de São Petersburgo" e havia espaço para um câmera esportiva ser acoplada.

Pescadores de uma vila norueguesa que avistaram o animal afirmaram que ele estava utilizando um dispositivo eletrônico similar a uma câmera. “ Se essa baleia vem da Rússia — e temos grande razão para acreditar nisso — então não são os cientistas russos, mas sim a Marinha Russa a responsável por isso”, afirmou Martin Biuw, do Instituto de Pesquisa Marinha da Noruega.

Em entrevista à rede norte-americana CNN, o biólogo marinho Jorgen Ree Wiig disse acreditar que a baleia encontrada veio da região de Murmansk, na Rússia. Segundo o biólogo, a Marinha da Rússia é conhecida por usar belugas em operações militares como guardar bases navais, ajudar mergulhadores e encontrar equipamentos perdidos.

Martin Biuw, pesquisador de mamíferos marinhos do Institute of Marine Research da Noruega disse ainda não duvidar que ela tenha sido treinada. Após ver um vídeo do animal, ele afirmou: “ É claro que a baleia está procurando pelo barco. Ela está tirando sua cabeça para fora da água e abrindo a boca, o que sugere que ela está esperando para ser alimentada com peixe como recompensa”.

Leia também:
+Rara baleia-cinzenta albina é observada na costa do México
+Baleia aparece morta na Itália após engolir 23kg de plástico

Baleia beluga que estava usando coleira de origem russa foi encontrada na Noruega (Foto: Norwegian Direcorate of Fisheries Sea Surveillance Unit )

 

Em 1980, quando a Rússia ainda era parte da União Soviética, surgiu um programa envolvendo golfinhos em treinamentos militares, que foi fechado em 1990. Em 2017, a estação televisiva do Ministério de Defesa russo, TV Zvezda, revelou que a marinha local estava treinando novamente baleias beluga, focas e golfinhos para propósitos militares.

O treinamento dos animais estaria sendo feito pelo Murmansk Sea Biology Research Institute para testar baleias beluga para guardar entradas de bases navais em regiões do Ártico, ajudar mergulhadores e até mesmo matar invasores se necessário. Golfinhos e focas, por outro lado, estariam sendo treinados para carregar ferramentas para mergulhadores, detectar tornados, minas e munições que afundam a mais de 120 metros no oceano.

Curte o conteúdo da GALILEU? Tem mais de onde ele veio: baixe o app Globo Mais para ler reportagens exclusivas e ficar por dentro de todas as publicações da Editora Globo. Você também pode assinar a revista, a partir de R$ 4,90, e ter acesso às nossas edições.

 

 

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.