Ads Top

Mercado Livre deixa de cobrar taxa mensal de lojas no Mercado Shops

Por muitos anos, o Mercado Livre vem permitindo que uma empresa transforme seu perfil na plataforma em uma loja virtual independente, com URL própria, através do Mercado Shops. O serviço está passando por uma mudança importante: não é mais necessário pagar uma taxa mensal fixa para criar o site. No entanto, as taxas de venda do ML continuam valendo.

O Mercado Shops agora não tem mais custo de ativação nem de manutenção; antes, era necessário pagar uma taxa mensal entre R$ 89/mês e R$ 149/mês. Ele ainda oferece recursos semelhantes: o site vai espelhar os mesmos anúncios ativos no Mercado Livre, e a empresa poderá colocar o próprio logotipo, usar outro domínio web, inserir um carrossel de imagens, entre outros.

É como se o perfil de vendedor virasse um site próprio e personalizado. No mais, tudo funciona de forma integrada ao Mercado Livre: entregas através do Mercado Envios, pagamentos via Mercado Pago, e avaliações para se tornar Mercado Líder. Não há limite máximo de anúncios. A empresa administra as vendas e os envios pela mesma conta usada para gerenciar os anúncios do ML.

Para os clientes, é como se você estivesse fazendo uma compra a partir de um anúncio tradicional do Mercado Livre: há o Compra Garantida, por exemplo, que devolve seu dinheiro se a encomenda não chegar em até 28 dias, ou se você encontrar algum defeito ou se arrepender em até 10 dias. O valor gasto também será levado em conta no programa de benefícios Mercado Pontos.

Ao oferecer o Mercado Shops dessa forma, o Mercado Livre consegue atingir um público maior do que os visitantes do domínio mercadolivre.com.br, o que pode se converter em mais vendas. Claro, esse serviço não é gratuito porque mantém as comissões de venda: por exemplo, desde o ano passado, é cobrada uma taxa fixa de R$ 5 para itens abaixo de R$ 120; anúncios abaixo de R$ 6 não são permitidos.

Esta pode ser uma forma de reverter o prejuízo do Mercado Livre: a empresa sofreu perdas de US$ 36,6 milhões em 2018. O Mercado Shops também deixou de cobrar taxa mensal na Argentina e no México, outros dois principais mercados da empresa.

Mercado Livre deixa de cobrar taxa mensal de lojas no Mercado Shops

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.