Ads Top

Diretores de Vingadores: Ultimato falam sobre decisão da Viúva Negra

Das histórias em quadrinhos aos filmes de super-heróis é comum vermos personagens divididos pelo maniqueísmo. No decorrer da franquia do MCU, pudemos perceber que a Viúva Negra é um deles. Sempre se questionando se estava fazendo o certo ou errado. A decisão da heroína em Vingadores: Ultimato gerou debates entre o público. Pensando nisso, os diretores Joe e Anthony Russo explicaram à Entertainment Weekly porque a personagem de Scarlett Johansson fez o que fez.

Em Ultimato, Natasha Romanoff forma uma dupla com Gavião Arqueiro, seu melhor amigo e parceiro em missões de longa data. Os dois viajam pelo espaço-tempo em busca da Joia da Alma, em Vormir. O Caveira Vermelha, guardião da joia, explica que, para conseguir o que querem, é necessário que algum dos dois perca o que ama. A partir disso, os dois iniciam uma emocionante batalha para salvar a vida um do outro, já que ambos estava dispostos a se sacrificarem. Como a superespiã é melhor lutadora que o parceiro, ela acaba vencendo.

Alguns fãs e críticos apontaram que o roteiro fez parecer que a vida dele estava acima da dela. Isso em decorrência do fato dele ter uma família, alguém por quem viver, e Natasha não. Em uma entrevista realizada antes que os artigos fossem publicados, os Russo confirmaram essa motivação. No entanto, disseram que viam isso como o último ato poderoso de um soldado, que estava disposto a dar tudo para salvar o mundo.

Embora os cineastas não sintam que a vida do Gavião Arqueiro seja mais valiosa que a da Viúva, os irmãos reconhecem que seu comprometimento em reviver sua família contribuiu para isso. “Nós abrimos o filme com a família dele [Clint]. Ela [Natasha] o lembra disso na cena. Isso acaba tirando o foco do Gavião Arqueiro durante a luta, o que fez com que ele perdesse”, disse Anthony Russo.

A escolha de Sofia (ou Natasha)

De acordo com Joe Russo, essa é uma das cenas mais tristes do filme. “Duas pessoas estão diante de uma escolha de Sofia, as duas estão na posição de morrer ou deixar o amigo morrer”. Os diretores reforçam que Romanoff não jogou sua vida fora, ela fez a escolha de colocar o universo acima de si mesma.

“O tema do filme é: você pode mudar seu destino? E você está disposto a pagar o preço?”, ressaltou Joe. De acordo com os cineastas, não houve uma troca de vidas. Em Guerra Infinita, havia o desejo de proteger. Em Ultimato, há a necessidade de sacrificar em prol de um objetivo. Joe Russo adicionou que essa é uma progressão natural. A primeira ação de um herói é tentar proteger mundo, se sacrificar pelo bem maior, e foi isso que ela fez.

Levando em consideração o passado de Natasha, a personagem, que inicialmente era uma vilã, lutou muito para conquistar seu espaço entre os Vingadores. De acordo com os diretores e até mesmo com a própria Johansson, foi algo necessário para encerrar o arco da personagem. A heroína possuía um passado obscuro e uma dívida moral que, na concepção de alguns, precisava ser cumprida.

Isso levanta questões a respeito do filme solo da heroína. Tudo indica que será um prelúdio. O projeto não tem data de estreia, mas tudo indica que será lançado em 2020. As filmagens estão previstas para começar em junho deste ano. O longa será um dos primeiros projetos da Marvel para a fase 4 do MCU.

Essa matéria Diretores de Vingadores: Ultimato falam sobre decisão da Viúva Negra foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.