Ads Top

'Tolkien': filme conta a história do criador de 'Senhor dos Anéis'

O ator Nicholas Hoult faz o papel de J.R.R. Tolkien (Foto: Reprodução)

 

Nascido em  3 de janeiro de 1892, o britânico John Ronald Reuel Tolkien (ou simplesmente J. R. R. Tolkien) passou para a História como o criador de um universo que inspiraria uma série de outras obras da literatura fantástica do século 20, com livros como O Hobbit (1937) e Senhor dos Anéis (1954), títulos que depois foram adaptados para o cinema

Sua trajetória é contada no filme Tolkien, que estreia na quinta-feira, 23 de maio, no Brasil. A trama foca na juventude do britânico, retratando suas amizades, a passagem pela Batalha do Somme, um dos mais sangrentos conflitos da Primeira Guerra Mundial, e sua relação de amor com Edith Bratt – todas situações que o influenciaram a criar a Terra Média. 

Com direção de Dome Karukoski, o longa conta com Nicholas Hoult no papel de Tolkien e Lily Collins intepreta Bratt. A história amorosa apresenta referências de como O Hobbit pode ter surgido: ele e Bratt dão o primeiro beijo nos fundos de um teatro, onde foram tentar assistir a ópera O Anel de Nibelungo, do alemão Richard Wagner, que narra como um anão forjou um anel que é cobiçado por várias pessoas. 

O filme cria um "mito" ao redor da imagem de Tolkien, atribuindo a breves momentos de genialidade toda a criação do seu universo mágico. Porém, como os fãs já sabem, os elementos de seus livros demoraram anos para ganhar forma. 

Nicholas Hoult e Lily Collins no filme de Tolkien (Foto: Reprodução)

 

Leia também:
+ Os incríveis desenhos de J.R.R. Tolkien
+ 5 curiosidades sobre a publicação de ‘O Hobbit’, de J. R. R. Tolkien

O longa é uma homenagem válida para a criação de Tolkien, mas pouco tocante. A emoção fica por conta de sua relação com Bratt, retratada como um amor quase proibido, e das cenas da Batalha de Somme, que mostram todo o horror de uma guerra. 

A família do autor não participou da produção, e ainda divulgou que "não aprovava o conteúdo do longa". Karukoski, o diretor, declarou publicamente que adoria assistir ao filme ao lado dos parentes de Tolkien – mas isso não parece que vai acontecer. 

A história de Tolkien também é contada no livro J.R.R. Tolkien - Uma Biografia (Harper Collins, 383 páginas). Escrito por Humphrey Carpenter, foi lançado pela primeira vez em 1977, quatro anos depois da morte do britânico. Em nota, o autor declarou que o próprio Tolkien não gostava de biografias. "No entanto, ele sem dúvida tinha consciência de que, graças à notável popularidade de suas obras, era muito provável que uma biografia fosse escrita após a sua morte", escreveu Carpenter. 

Assista ao trailer do filme:

Curte o conteúdo da GALILEU? Tem mais de onde ele veio: baixe o app Globo Mais para ler reportagens exclusivas e ficar por dentro de todas as publicações da Editora Globo. Você também pode assinar a revista, a partir de R$ 4,90, e ter acesso às nossas edições.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.