Ads Top

Amazon vai gastar US$ 700 milhões para treinar 100 mil funcionários para era da automação

A inteligência artificial deverá tornar muitos empregos obsoletos, talvez até o seu. E a Amazon anunciou nesta quinta-feira (11) que planeja investir US$ 700 milhões até 2025 para minimizar as consequências sociais negativas da automação no trabalho. Com esse montante, a empresa quer treinar até 100 mil funcionários nos Estados Unidos para que eles encontrem novas carreiras.

Amazon - robô

O Amazon Upskilling 2025 quer atingir um terço da força de trabalho da empresa nos Estados Unidos, onde a companhia já é a segunda maior empregadora, atrás do Walmart. O programa de treinamento será voluntário e tem o objetivo de realocar funcionários para cargos mais qualificados nos escritórios, centros de distribuição, lojas físicas e outras áreas da Amazon.

Haverá diversos programas, a maioria voltada para capacitação técnica. O Amazon Technical Academy fornecerá ensino básico em engenharia de software, enquanto o Associate2Tech treinará funcionários dos centros de distribuição para cargos técnicos, independente do conhecimento prévio em TI. No Machine Learning University, quem já tem experiência em tecnologia poderá estudar aprendizagem de máquina.

“Com base em uma análise da força de trabalho e das contratações nos Estados Unidos, os empregos altamente qualificados que mais cresceram na Amazon nos últimos cinco anos incluem especialista em mapeamento de dados, cientista de dados, arquiteto de soluções e analista de negócios, além de coordenador de logística, gerente de melhoria de processos e especialista em transporte”, diz a Amazon.

Segundo a empresa, houve crescimento de 832% nos especialistas em mapeamento de dados, 505% em cientistas de dados e 454% em arquitetos de soluções dentro da Amazon em cinco anos. Nos centros de distribuição da Amazon, que estão ganhando novos processos de automação, os empregos mais qualificados tiveram alta de mais de 400% no número de postos.

Curiosamente, nem todos os programas são voltados para cargos dentro da empresa: no Career Choice, a Amazon promete pagar até 95% das mensalidades e taxas para um certificado ou diploma “em campos de estudo qualificados”, como mecânica de aeronaves, enfermagem e tecnologia de laboratórios médicos. A ideia é permitir também que os funcionários “sigam carreiras fora da Amazon”.

A maioria dos treinamentos será gratuita. A Amazon tem 630 mil funcionários no mundo, sendo 275 mil nos Estados Unidos, onde há 20 mil vagas abertas.

Tecnocast 049 – O futuro do trabalho

Tecnocast 049 - O futuro do trabalho

A história se repete: sempre que aparece uma novidade, que altera o mercado de trabalho, as centrais sindicais promovem greves, alegando que é necessário proteger os empregos. O governo (pelo menos o brasileiro) costuma ceder a essa pressão, e cria leis absurdas, como a que obriga a presença de um cobrador em todos os ônibus.

O problema é que, com a chegada das máquinas super inteligentes, a mão de obra humana será cada vez mais desnecessária. E isso vale para trabalhos criativos e intelectuais, também! Não pense que estamos imunes à mudança. Os algoritmos são desenvolvidos para aprenderem de forma similar ao cérebro humano. Então se a gente consegue, “eles” também vão conseguir – só que farão melhor e mais rápido.

Não acredita? Então dá o play e vem com a gente.

Amazon vai gastar US$ 700 milhões para treinar 100 mil funcionários para era da automação

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.