Ads Top

7 livros de crimes reais macabros que você nunca deveria ler

Histórias verdadeiras de crimes podem nos assustar e nos excitar ao mesmo tempo. Assim, ao alcançarmos o livro mais recente na prateleira, estamos prontos para assumir outro olhar sobre o mundo sádico de serial killers e assassinos em massa. Contudo, é preciso ter cuidado. Por isso, separamos 7 livros de crimes reais macabros que você nunca deveria ler.

Afinal, o que os faz funcionar? Como eles se tornaram ruins? Por que esses monstros escolheriam tirar a vida de uma vítima inocente de maneira tão brutal? De fato, os crimes da vida real nunca são uma leitura fácil. No entanto, existem alguns crimes documentados em seus mínimos detalhes gráfios que irão te tirar o sono.

1 – “A Vítima Perfeita”, por Carla Norton e Christine McGuire

Em 1997, Colleen Stan, de 20 anos, estava viajando de carona em Eugene, Oregon, quando aceitou uma carona de Cameron e Janice Hooker. Nas mãos do casal, Collen foi obrigada a entrar em uma caixa que impedia a entrada e saída de luz. Dessa forma, durante sete anos, a jovem foi usada como escrava sexual e chamada apenas de “K”. No livro, encontramos relatos do verdadeiro inferno que a jovem passou nesses anos. Em diversos momentos da leitura, encontramos relatos assustadores de como Cameron e Janice levavam uma vida normal enquanto mantinham Collen embaixo da própria cama.

2 – “Escuridão Invisível: O Estranho Caso de Paul Bernardo e Karla Homolka”, por Stephen Williams

Paul Bernardo e Karla Homolka já foram conhecidos como o “casal Barbie e Ken”. Isso porque, eles eram atraentes, se mostravam apaixonados e divertidos. No entanto, no livro, percebemos seu lado mais perturbador, em que entendemos como o casal matou três adolescentes de formas assustadoras.

3 – “O estranho ao meu lado”, por Ann Rule

Em seu livro, Ann Rule conta sobre seu encontro com o assassino Ted Bundy. Assim, o livro segue o tempo em que a autora trabalhou em uma linha de prevenção de suicídio e pôde conhecer um outro lado do serial killer. Mesmo que o livro mostre o lado mais sombrio do assassino, também mostra que ele salvou vidas e, em muitos momentos, foi uma pessoa que podia estar vivendo entre nós.

4 – “Sonhos Enterrados”, por Tim Cahill

Matando pelo menos 33 jovens, John Wayne Gacy entrou para a história como um dos piores assassinos da história. Depois de ler esse livro, você vai descobrir qual o verdadeiro significado de ser um monstro.

5 – “Helter Skelter: A verdadeira história dos assassinatos de Manson”, por Vincent Bugliosi e Curt Gentry

Na noite de 8 de agosto de 1969, o líder do culto Charles Manson disse a seus seguidores para irem para a Cielo Drive, em Los Angeles, e “destruírem absolutamente todos”. E isso foi feito da forma mais horrível possível. Assim, Helter Skelter se torna uma leitura mais do que sombria sobre o que aconteceu naquela noite.

6 – “As Cartas de Shawcross: Minha Viagem à Mente do Ma”, por John Paul Fay

Esse livro é um olhar dentro da mente de um dos serial killermais perturbados de todos os tempos. Isso porque, o próprio assassino iniciou um relacionamento com um colecionador de objetos de assassinatos. Portanto, isso fez como que detalhes íntimos estivessem presentes no livro.

7 – “The Toolbox Killers: Uma dupla mortal de estupro, tortura e assassinato”, por Jack Rosewood e Rebecca Lo

Lawrence Bittaker e Roy Norris eram dois psicopatas sádicos que se encontraram por acaso atrás das grades por crimes anteriores. Contudo, juntos, eles ficaram conhecidos como The Toolbox Killers (Os Assassinos da Caixa de Ferramentas). Em 1979, eles sequestraram, torturaram e assassinaram cinco adolescentes que pediam por caronas na estrada. Assim, a brutalidade dos assassinatos mudou a forma como jovens mulheres e meninas andavam pelas ruas do sul da Califórnia. Isso porque, todos passaram a ter medo de andar nas ruas da região. E tudo isso pode ser encontrado nos relatos do livro.

Essa matéria 7 livros de crimes reais macabros que você nunca deveria ler foi criada pelo site Fatos Desconhecidos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.