Ads Top

Conheça a história de Agnes Cristina, a fundadora da CatMyPet

Agnes e o sócio Diogo Petri, da CatMyPet - Foto: Divulgação
Agnes e o sócio Diogo Petri, da CatMyPet - Foto: Divulgação Programa Inova 360

Agnes Cristina, fundadora da CatMyPet, conta a Reginaldo Pereira, apresentador do programa Inova360, da Record News, sua história à frente da startup especializada em produtos para gatos.

A sacada da CatMyPet foi criar um bebedouro com água corrente para felinos que, muitas vezes, se recusam a tomar água parada. Hoje o portfólio inclui também arranhadores, casinhas, comedouros e produtos para treinamento, higiene e limpeza. O faturamento anual de R$ 4 milhões vem de e-commerce, pet shops e clínicas veterinárias.

A história da marca, que tem um contrato de R$ 30 milhões com o mercado externo, começou, na verdade, a partir de uma dívida de R$ 16 mil. A falta de recursos financeiros tornou o desafio ainda maior, mas potencializou a criatividade e a busca por inovação, segundo Agnes.

Reginaldo Pereira: Conta para gente um pouco da história da CatMyPet e qual o tamanho do seu mercado?

Agnes Cristina: Atuamos no mercado pet, que cresce 8% ao ano, mas tem a maioria dos players voltados a produtos para cachorros. O nosso diferencial é nadar na contramão do mercado e focar no segmento felino, que apesar de ainda ser a minoria em números, cresce duas vezes mais do que os cães, e tem, em muitos países, a maioria no número total de pets em domicílios. Nosso projeto atual é construir a maior marca de produtos para gatos do mundo.

Reginaldo Pereira: Como foi a sua trajetória profissional? Houve algum momento de superação e uma lição aprendida durante sua carreira?

Agnes Cristina: Começamos a empresa a partir de uma dívida de R$ 16 mil, aprendemos que a falta de recursos financeiros torna o desafio muito maior, mas também potencializa a sua criatividade e a busca por inovação. Hoje temos um faturamento de R$ 4 milhões ano e um contrato de R$ 30 milhões com o mercado externo.

Reginaldo Pereira: Como tem inovado e como lida com a transformação digital?

Agnes Cristina: Acredito que a inovação deve estar na cultura da empresa, não só em produtos e tecnologia, mas também nos processos, na comunicação e nas relações interpessoais. Aqui na CatMyPet por exemplo, além de inovarmos em todos os produtos e lançamentos, meses atrás inovamos também em nosso processo seletivo, oferecendo R$ 20 aos candidatos que vinham fazer entrevista para ajudar com a condução, diminuindo assim em 80% o não comparecimento.

Reginaldo Pereira: Você tem uma dica de alguma ferramenta, processo, técnica, livro ou curso que fez a diferença em sua vida profissional?

Agnes Cristina: Acabei de participar de um curso gratuito e bem exclusivo feito pelo Google, chamado Leaders Lab. Foi super enriquecedor. Mas nem sempre a gente tem a oportunidade de fazer um curso ou pagar por ele, indico a busca de conhecimento gratuito nesse caso, existem muitas plataformas e muitos criadores de conteúdo no próprio Google e Youtube. O mais importante é estar sempre aprendendo.

Reginaldo Pereira: vamos fazer um exercício de “futurologia” o que vem por aí? *

Agnes Cristina: Uma sociedade mais aberta à inovações, que tem filhos mais tarde e têm o gato como o Pet preferido, já que ele se adapta muito mais a correria da modernidade.

Reginaldo Pereira: Você pode citar uma frase que é sua referência pessoal?

Agnes Cristina: Quem não tem cão tem que caçar como gato.

Redes Sociais de Agnes Cristina:
Instagram: @catmypet

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.