Ads Top

7 sinais de que estamos entrando em uma nova “Idade das Trevas”

Primeiro, precisamos lembrar que “Idade das Trevas” é um termo criado no período pós-medieval para se referir aos retrocesso da Idade Média. Assim, mesmo que do muito que entendemos do período seja considerado mito, essa realidade parece estar revivida nos dias atuais. Por isso, separamos 7 sinais de que estamos entrando em uma nova “Idade das Trevas”.

Para se ter uma ideia, o termo “Idade das Trevas” é quase tão antigo o período em si. Desse modo, ele foi cunhado na década de 1330 por Francisco Petrarca, um estudioso italiano. Na época, o termo se referia ao declínio da literatura latina. Contudo, posteriormente, se tornou um sinônimo de uma “escuridão” no período. Dessa forma, novamente, podemos estar entrando em uma era tão escura quanto.

1 – Negacionismo da ciência

Para os iluminados do Renascimento, a Idade Média era um tempo de escuridão, sombras e “trevas”. Dessa forma, o período teria sofrido com um negacionismo extremeso que criou um atraso e primitivismo. Contudo, o passado está se repetindo. Ao invés de entendermos melhor o novo coronavírus, estamos mais preocupados em buscar culpados e uma solução milagrosa que não existe.

2 – Informações “censuradas”

Nas três últimas décadas, o Google se tornou nossa principal e, em muitos casos, a única fonte de pesquisa. Contudo, nos últimos dois anos, o algoritmo da plataforma foi alterado, fazendo com que um conteúdo patrocinado ganhe destaque ao invés do que é, de fato, buscado. E claro, isso pode ser refletido diretamente nas informações que chegam até nós.

3 – Bíblias acorrentadas

Muito se falou sobre bíblias que haviam sido acorrentadas para que poucos tivessem acesso ao conhecimento. No entanto, isso aconteceu por outros motivos. Como os livros eram trasncritos à mão, poucas pessoas tinham acesso aos manuscritos original e eles permaneciam guardados e seguros. Assim, em um rápido paralelo, podemos relacionar essa situação ao uso de paywalls em sites de notícias. Com esse formato, somente é possível acessar conteúdos por meio de assinaturas ou pagamentos. Mesmo que em contextos diferentes, esses recursos fazem com que o conhecimento chegue apenas para pessoas mais privilegiadas.

4 – Pena de morte

Ao contrário do que é aprendido, a pena de morte não era tão comum na Idade Média. Para receber a pena, era necessário que uma pessoa cometesse assassinato, incêndios criminosos ou traição. De toda forma, atualmente, muitas pessoas veem a pena de morte como uma punição avança e que deve ser instaurada nos países.

5 – Terra plana

Naquela época, as pessoas não acreditavam que a Terra fosse plana, muito menos que ela seria o centro do universo. No entanto, séculos mais tarde, muitas pessoas passariam a acreditar que a Terra fosse, de fato, plana. Mesmo que não houvesse nenhum estudioso da Idade Média que não reconhecesse a esfericidade do planeta, hoje, seguidores dessa ideia são encontrados em todos os lugares.

6 – Violência generalizada

Segundo historiadores, o período não foi tão violento como é contado. Assim, podemos afirmar que nós estamos vivendo uma verdadeira Idade das Trevas. Isso porque, o índice de morte, genocídio e assassinatos está mais alto do que nunca. Enquanto na Idade Média apenas houve dois assassinos em série, hoje, eles são encontrados aos montes.

7 – Livros “queimados”

Podemos não sentir agora, mas a atual pandemia ainda terá muitos efeitos colaterais ao longo dos anos. Em alguns lugares, por exemplo, o uso de dinheiro em espécie já é evitado. Isso porque, como se trata de papel, o material pode se tornar um portador do vírus. Desse modo, muitas instituições de ensino, como bibliotecas e até museus, correm o risco de serem fechadas. Dito isso, precisamos lembrar que nem todas as informações podem ser encontradas na internet e muito sobre o conhecido do passado poderá ser perdido.

Essa matéria 7 sinais de que estamos entrando em uma nova “Idade das Trevas” foi criada pelo site Fatos Desconhecidos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.