Ads Top

Apple deve confirmar Macs com processador ARM na WWDC 2020

Marcada para 22 de junho, a WWDC 2020 vai ser realizada totalmente online por conta do cenário de pandemia, mas isso não quer dizer que o evento terá pouca relevância: se os rumores estiverem certos, a Apple confirmará, na ocasião, a chegada de Macs baseados em chips ARM. Vai ser o começo do adeus à Intel.

MacBook Pro (16 polegadas)

Assim como os processadores que equipam as linhas iPhone e iPad — a exemplo do atual A13 Bionic —, os novos chips serão projetados pela Apple com base na tecnologia da ARM. Como eles equiparão exclusivamente os computadores da marca, deverão ser otimizados desde a fase de projeto para o trabalho com a arquitetura dessas máquinas.

É a busca por desempenho que pesou na decisão da Apple de apostar em chips ARM. O ganho de performance de cada nova geração de processadores Intel tem sido cada vez menos expressivo em relação à geração anterior. Os engenheiros da Apple temem que esse fator atrase a evolução dos futuros Macs. Com chips próprios, a companhia tem mais segurança para seguir com os planos.

De acordo com fontes próximas à Apple ouvidas pela Bloomberg, testes preliminares com processadores ARM na linha Mac mostraram avanços consideráveis na comparação com os chips da Intel, principalmente no desempenho de gráficos e em aplicações baseadas em inteligência artificial.

Tem mais: a Apple também teria conseguido alcançar mais eficiência no consumo de energia, detalhe especialmente importante para a linha MacBook, que pode ganhar versões ainda mais finas ou leves que as atuais.

Processador ARM pode chegar nos MacBooks

Ainda de acordo com a Bloomberg, a Apple estaria trabalhando em pelo menos três chips ARM para Mac, sendo um deles baseado no A14, processador que equipará a próxima geração do iPhone. Eles deverão contar com GPU integrada e um Neural Engine para tarefas baseadas em aprendizado de máquina.

Os primeiros Macs com tecnologia ARM só devem ser lançados em 2021. Esse prazo é importante para permitir que os desenvolvedores se preparem para a nova arquitetura. Muito provavelmente, os novos computadores continuarão rodando o macOS, mas ajustes e otimizações de software certamente farão parte da transição.

Para a Intel, essa é uma péssima notícia. Além de perder um cliente importante, o sucesso da empreitada da Apple pode motivar o uso de tecnologia ARM por outros fabricantes. Esse movimento já vem sendo ensaiado, ainda que discretamente: Microsoft, Samsung e Lenovo já têm laptops baseados em chips do tipo.

Apple deve confirmar Macs com processador ARM na WWDC 2020

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.