Ads Top

Elementos essenciais para o design de marcas #02

Trabalhar com design de marcas não é uma tarefa fácil. Afinal, a marca gráfica deve transparecer e sintetizar um imenso repertório relacionado à empresa, ao produto ou ao profissional para o qual você está projetando.

No entanto, ao conhecer o processo de criação de uma marca, os elementos essenciais para a sua formação e os seus conceitos, fica mais fácil para você entender e desenvolver novos projetos.

Para isso, nessa segunda parte do artigo sobre os elementos essenciais para o design de marcas eu acrescento alguns elementos de extrema importância para a criação de marcas.

Caso não tenha lido a primeira parte do artigo. Confira aqui:

1- Símbolo

O processo de cognição (percepção) de uma marca gráfica se dá basicamente em três etapas, sendo a identificação das formas a primeira delas. Por isso, ao ser visualizada, a forma deve fornecer ao espectador o reconhecimento, a associação com a empresa, o produto ou profissional para o qual o designer está projetando.

Um símbolo fácil de lembrar proporciona um rápido reconhecimento da marca. Muitas empresas que possuem símbolos (formas) de ampla divulgação não precisam necessariamente usar seus logotipos (escrita) para identificar o seu negócio. Seus símbolos são tão fáceis de serem reconhecidos que o logotipo se torna dispensável em certos casos.

Se você reconheceu algumas das marcas acima apenas pelos seus símbolos, aqui está um belo exemplo da rápida identificação que eles podem nos proporcionar. No entanto, os símbolos além de serem pregnantes, devem carregar consigo o conceito escolhido para a marca e representá-la nos mais diferentes tipos de materiais nos quais possa ser reproduzida.

Os símbolos devem ser pensados para serem atemporais, de fácil memorização e para diferenciar determinada marca de outras, carregando consigo as referências inerentes daquela organização, produto ou profissional.

2- Cores

As cores vêm logo em seguida na sequência de cognição. Ou seja, são o segundo elemento que percebemos após a forma. Logo, percebemos a importância das cores para a identificação de uma marca.

As cores remetem a diferentes sensações que variam de acordo com a cultura. Assim, devemos analisar essas associações culturais para que possamos fazer uma representação correta em nossos projetos de marcas.

Além disso, as cores reforçam a associação do símbolo ou logotipo à marca da empresa, produto ou profissional para o qual estamos projetando.

A escolha de cores para um projeto deve ser feita com cautela. Devemos estudar também os aspectos sensoriais, a sua reprodução em diversos formatos, o seu grau de diferenciação dos concorrentes e a sua influência na mente das pessoas e principalmente dos consumidores daquela marca.

Por fim, devemos garantir uma boa escolha de cores para harmonizar com o conceito, o símbolo e o logotipo de nosso projeto.

3- Conteúdo

Em terceiro lugar na sequência de cognição, porém não menos importante, está o conteúdo. Ou seja, o que o cérebro precisará ler e compreender (linguagem). Neste conjunto se encontram as palavras, que podem trazer significados diversos para o leitor.

Assim como existem marcas compostas apenas por símbolos, temos também marcas compostas apenas por logotipos e são reconhecidas pelo estilo de sua tipografia. Muitos designers, buscando alto grau de diferenciação para a marca que estão projetando, criam fontes únicas para seus clientes.

Para escolher e desenvolver uma tipografia para um projeto de marca devemos ter conhecimento sobre seus formatos, sua anatomia e que significados podem transmitir. Devemos verificar a sua legibilidade, leiturabilidade e aplicabilidade em diferentes tipos de materiais e formatos.

A escolha da tipografia também deve transmitir o conceito, a personalidade e o posicionamento de seu cliente, e quando você faz um projeto de marca, deve pensar não somente na escolha da tipografia da marca gráfica em si, mas também nas tipografias complementares e de apoio, usadas para meios impressos e digitais que farão parte da identidade visual deste projeto.

Conclusão

Os três elementos mencionados neste artigo, são de extrema importância não somente para a construção da marca gráfica do cliente, mas também para a identidade visual do projeto. Os designers devem ter conhecimento aprofundado de cada um desses elementos para aplicá-los de forma correta e adequada. Desta forma, conseguirão cada vez mais, criar marcas de sucesso.

E você? Como aplica estes elementos em seus projetos de marca? Conta aqui para a gente e contribua com a sua experiência. Se tiver alguma dúvida, deixe nos comentários que terei o maior prazer em responder.

O post Elementos essenciais para o design de marcas #02 apareceu primeiro em Clube do Design.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.