Ads Top

Google pode exigir Android Go em celulares com até 2 GB de RAM

O Android Go pode se tornar obrigatório em celulares com memória RAM com 2 GB ou menos. De acordo com um documento de 24 de abril revelado nesta terça-feira (21), o Google pretende alterar os requisitos de sistema para celulares Android lançados a partir do segundo semestre de 2020.

Google pode exigir Android Go em celulares com até 2 GB de RAM

As informações do documento “Android 11 Go edition Device Configuration Guide” (“Guia de configuração de dispositivos do Android 11 (Go Edition)”, em tradução livre) foram divulgadas pelo XDA-Developers. Segundo o site especializado, o guia para fabricantes aponta os novos requisitos para smartphones com Android a partir de 2020.

O teto de memória RAM está entre as exigências que o Google pode exigir já neste ano. De acordo com o documento, smartphones lançados com Android 10 a partir do quarto trimestre de 2020 ou com Android 11 com memória RAM igual ou inferior a 2 GB devem vir com Android Go, a versão otimizada do sistema operacional da companhia.

Os possíveis requisitos, porém, não afetam telefones já anunciados com as características citadas anteriormente, que devem permanecer com o Android “padrão”. Além disso, ainda segundo o documento, o Google não pretende oferecer suporte ao Android 11 a dispositivos com 512 MB de RAM, sejam eles lançamentos ou não.

O Android Go é uma edição mais leve do Android. Apresentado pelo Google em 2017 para celulares com 1 GB de RAM ou menos, o programa prevê versões otimizadas do sistema operacional e de aplicativos para que funcionem adequadamente em smartphones de baixo custo, como o recém-anunciado Samsung Galaxy A01 Core.

Com informações: XDA-Developers

Google pode exigir Android Go em celulares com até 2 GB de RAM

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.