Ads Top

13 Construções que escondem alguns segredos curiosos

Às vezes, passamos várias vezes por um lugar e mal sabemos que ele guarda alguns segredos ou curiosidades. As construções abaixo, por exemplo, podem te surpreender com seus segredos ocultos da arquitetura.

1 – Mercado Central de Riga, Letônia

O Mercado Central de Riga é o maior mercado Europa, composto por 5 pavilhões com muitas lojas. Mas poucos sabem que esses pavilhões costumavam ser hangares alemães para Zeppelin que foram reaproveitados em um mercado.

2 – Palácio Ideal (Palais Idéal), Hauterives, França

Esse palácio foi construído por uma única pessoa – um carteiro chamado Ferdinand Cheval, que não era arquiteto nem tinha recursos para comprar materiais de construção. Ele havia coletado pedras de 1879 até 1912 enquanto entregava correspondências e levou anos para construir este edifício bizarro com as pedras que coletou. Mas depois de algum tempo ele teve o seu merecido reconhecimento.

3 – Bloco residencial Marzahn-Hesseldorf, Berlim, Alemanha

Os moradores do distrito de Marzahn, em Berlim, decidiram restaurar os blocos de apartamentos que sobraram da época da República Democrática Alemã. O pequeno bairro de prédios sombrios foi transformado em um bairro mais colorido com a ajuda de um pouco de tinta e muita criatividade. Os moradores fizeram vários murais e pinturas coloridas, e o bairro que antes era mórbido passou a atrair muitos turistas.

4 – A Menor Casa de Paris, França

A construção com a largura de um colchão queen-size, espremida entre dois prédios em Paris, na verdade era uma oficina de sapateiro. Hoje é uma residência minúscula com entrada separada.

5 – Villa Rose, Vaud, Suíça

Embora a Suíça não tenha participado da Segunda Guerra Mundial, se manteve preparada para possíveis ataques. Foi construída então a Linha Toblerone, que era uma linha de defesa antitanque feita de blocos de concreto, além de outras fortificações, incluindo a fortaleza Villa Rose. Quem vê assim de fora pensa que é uma casa comum, mas se vermos de perto notamos que as janelas da casa estão fechadas. Nos anos 40, esta fortaleza sempre teve um pelotão de soldados prontos para atacar, bem como armas de artilharia no seu interior.

6 – Witch House, Odessa, Ucrânia

Também conhecida como Casa da Bruxa, esse edifício curioso que também é atração turística parece ser apenas uma parede. Muito da história sobre o edifício se perdeu no tempo. De acordo com uma teoria popular, seu design plano foi criado para economizar nos custos de mão de obra ao conectar 2 paredes laterais. Outra explicação é que não havia espaço suficiente para construir um edifício tradicional.

7 – Taipei 101, Taiwan

Por causa dos ventos fortes, os arranha-céus se desviam de seu eixo, e as pessoas que moram nos andares mais altos podem até sentir enjoo ou outros incômodos. Para amenizar esse efeito e deixar esses prédios mais estáveis, é utilizado um amortecedor inercial especial – um enorme pêndulo suspenso mais próximo do topo do edifício. O arranha-céu taiwanês Taipei 101 tem o maior amortecedor do mundo, que é uma enorme esfera que pesa 660 toneladas.

8 – Horse Guards Building, Londres

Há um ponto escuro no relógio que fica nesse edifício, como se fosse sujeira ou algo assim. Ele está localizado na marca das 2 horas. A marca escura no relógio não é sujeira ou mofo, e sim foi feita propositalmente para marcar a hora da execução do rei Carlos I, que ocorreu próxima dali, em 1649, às 14 horas.

9 – Mikael Agricola Church, Helsinque, Finlândia

Mikael Agricola Church é uma igreja luterana localizada no distrito de Punavuori, em Helsinque, Finlândia. Ela tem um detalhe interessante – a ponta de ferro de quase 30 metros que pode ser retraída, se necessário. Durante a guerra, os ataques aéreos eram bastante frequentes por lá e o governo não queria que o local se tornasse um ponto de referência para bombardeiros inimigos.

10 – Hundertwasserhaus, Viena, Áustria

Esse prédio com 53 apartamentos foi um projeto do artista Friedensreich Hundertwasser. É fácil ver os limites dos apartamentos na fachada, pois cada um deles tem sua própria cor. Hundertwasser projetou o local sem cobrar nada, mas pediu às autoridades locais que não construíssem mais nada além do que ele gostaria.

11 – Maduwanwela Walawwa, Sri Lanka

Os britânicos costumavam indicar governantes regionais entre pessoas da nobreza local na época colonial do Sri Lanka. Maduwanwela Maha Disawa foi um desses governantes. Ele não gostava dos colonizadores, mas não podia demonstrar isso abertamente, e por isso ele demonstrou seu desapreço de uma forma mais discreta.

Maha Disawa ordenou que fosse construído um arco na entrada do território de sua propriedade, tão baixo que os colonialistas seriam obrigados a “curvar-se” se quisessem vê-lo. Além disso, ele acrescentou símbolos britânicos, como o retrato da Rainha Vitória, o símbolo da libra esterlina, um brasão e outras coisas ao mosaico no chão. As autoridades coloniais podem ter pensado que era assim que Maha Disawa expressava sua lealdade, mas sua ideia era contrária – ele queria deixar os moradores, criados e visitantes pisarem no mosaico com os pés.

12 – Bahrain World Trade Center, Manama, Barém

Esse arranha-céu construído em 2008 recebeu um prêmio por seu design sustentável. As pontes que conectam as torres possuem geradores eólicos embutidos, que fornecem grande parte do consumo anual de energia do prédio. O edifício foi projetado de forma que o vento passe pelas turbinas desses geradores em velocidade máxima.

13 – Unité d’Habitation, Marselha, França

Le Corbusier surgiu com um novo conceito para a construção de blocos de apartamentos, fazendo uma relação entre o individual e o coletivo. Sua ideia era que não houvesse necessidade de um morador do prédio ter que sair de lá para fazer as coisas que precisasse – todos os serviços públicos, bem como lojas e restaurantes, estão localizados no interior do prédio. Acredite se quiser: há até uma escola e um hotel dentro do edifício.

Fonte: Bright Side

O post 13 Construções que escondem alguns segredos curiosos apareceu primeiro em Tudo Interessante.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.