Ads Top

6 fotos mostram Hiroshima 75 anos após ataque da bomba atômica

Cidade japonesa de Hiroshima 75 anos após o ataque de bomba atômica (Foto: Hiroki Kobayashi / National Geographic)

 

O último dia 2 de setembro marcou a data em que, 75 anos atrás, o Japão se rendeu aos Aliados e deu fim à Segunda Guerra Mundial. Mas o momento de paz não veio tão cedo: o país estava destruído, principalmente após os ataques com bomba atômica feitos pelos Estados Unidos nas cidades de Hiroshima e Nagasaki nos dias 6 e 9 de agosto, respectivamente.

 

Os bombardeios, que tiraram a vida de quase 200 mil pessoas, foram uma resposta à ofensiva japonesa em 1941 contra a base norte-americana de Pearl Harbor. Os registros históricos dos estragos no território japonês impressionam — e as imagens atuais mostram que não se supera algo assim tão facilmente.

Em homenagem ao aniversário de 75 anos do fim do conflito, o canal National Geographic disponibilizou a GALILEU seis imagens exclusivas feitas por fotógrafos colaboradores. Neste domingo (6), a partir das 18h, o canal exibe o Especial Segunda Guerra Mundial, com as séries Obras do Nazismo: Grandes Conflitos e Inferno Submerso.

Confira as imagens a seguir:

Cidade japonesa de Hiroshima 75 anos após o ataque de bomba atômica (Foto: Hiroki Kobayashi / National Geographic)

 

Pequeno monumento no centro de Hiroshima revela como a área ficou após a bomba reduzir a cidade a pedaços de concreto e escombros. Mas o renascimento foi rápido. Um sinal: o serviço limitado de bonde foi restaurado em menos de um ano.

Cidade japonesa de Hiroshima 75 anos após o ataque de bomba atômica (Foto: Hiroki Kobayashi / National Geographic)

 

O calor gerado pela bomba foi tão intenso — milhões de graus no ponto de detonação — que derreteu objetos de metal, incluindo esta estátua de Buda de um templo próximo ao marco zero. 

Cidade japonesa de Hiroshima 75 anos após o ataque de bomba atômica (Foto: Hiroki Kobayashi / National Geographic)

 

Um dos poucos prédios que resistiram perto do marco zero, denominado Exposição Comercial da Província de Hiroshima, é um lembrete gritante da devastação que a cidade sofreu. Agora parte do Parque Memorial da Paz, é o local mais emblemático e sagrado da cidade, visitado por peregrinos do mundo todo. 

Cidade japonesa de Hiroshima 75 anos após o ataque de bomba atômica (Foto: Hiroki Kobayashi / National Geographic)

 

As vítimas da bomba foram enterradas em um cemitério na colina de um terreno arborizado do templo Mitaki, do século 9. O nome deriva de três cachoeiras próximas, cuja água é oferecida na cerimônia anual do Memorial da Paz de Hiroshima. 

Cidade japonesa de Hiroshima 75 anos após o ataque de bomba atômica (Foto: Hiroki Kobayashi / National Geographic)

 

Shinichi Tetsutani, de 3 anos, estava andando neste triciclo quando a bomba foi lançada. Naquela noite, ele morreu em decorrência das queimaduras excruciantes, e foi enterrado junto de seu triciclo. Décadas depois, quando o corpo de Shinichi foi levado para o túmulo da família, seu pai, Nobuo Tetsutani, doou o brinquedo para o Memorial da Paz de Hiroshima. 

 

 

Cidade japonesa de Hiroshima 75 anos após o ataque de bomba atômica (Foto: Hiroki Kobayashi / National Geographic)

 

Crianças passam por um imponente eucalipto que sobreviveu ao bombardeio atômico — uma das 170 hibakujumoku (árvores sobreviventes) que restaram em Hiroshima. Sementes e mudas das árvores são compartilhadas em todo o mundo para espalhar a mensagem de paz da cidade.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.