Ads Top

Alanis Morissette canta e traz de volta a nostalgia em participação no Altas Horas

Serginho Groisman e Alanis Morissette no Altas Horas (Foto: Reprodução (TV Globo)

A noite do último sábado (13) foi marcada por muitas lembranças, todas elas suscitadas pela presença de Alanis Morissette no Altas Horas. Uma das vozes mais importantes da cultura pop nas últimas três décadas, a artista relembrou ao apresentador Serginho Groisman, direto de sua casa em San Francisco (EUA), momentos importantes da carreira.

Além de declarar amor pelo Brasil, país que visitou pela primeira vez no fim dos anos 1990, Alanis aproveitou a oportunidade para celebrar os 25 anos do álbum “Jagged Little Pill“. Para isso, decidiu gravou na sala de casa uma apresentação especial de “Ironic”.

“Foi a primeira canção escrita para ‘Jagged Little Pill’. Glen Ballard, meu colaborador”, disse. “Estávamos começando o disco e quando fizemos ‘Ironic’ estávamos conversando sobre coisas que depois descobrimos, não eram irônicas”. Em tom de brincadeira, a cantora também afirmou que não esperava a repercussão que a faixa teria anos mais tarde. “Estávamos lá dando risada, trocando ideais e nunca imaginamos que a música seria tão destrinchada, mas não posso reclamar, no fim das contas experimentei o meu próprio remédio. Sempre fui a louca da gramática, então ter cometido um malapropismo, um erro de uso da palavra e ser detonada por isso por 25 anos foi incrível”.

Outro assunto tema da entrevista foi o direcionamento das composições de “Such Pretty Forks In The Road”, seu novo trabalho de estúdio. Ao ser questionada por Groisman sobre o tom pessoal das faixas, Alanis revisitou o período que teve depressão pós-parto e afirmou que a escrita de novas canções a ajudou a lidar com questões internas.

“Estava passando por momento em que precisava compôr para tirar tudo aquilo de dentro de mim e para me expressar. E a expressão pode tomar várias formas. […] Eu percebi que a cura vem dos relacionamentos”, disse. “Achei que poderia me safar me trancando num estúdio e escrevendo sobre o que rolava na minha vida, sem precisar lidar com outros humanos. Não funciona. Meu objetivo nos últimos anos foi pegar a coragem necessária para compôr e aplicar isso nos meus relacionamentos, falar diretamente ao invés de mandar ouvirem a canção e sair correndo”.

Além de “Ironic”, a artista, acompanhada por banda, também tocou “Ablaze”. É esta a nova música de trabalho. “É uma canção de amor dedicada aos meus filhos. Acho que faltam canções sobre filhos e também sobre amizade, vou trabalhar nisso”. Para assistir à participação da cantora na íntegra, clique na imagem abaixo:

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O post Alanis Morissette canta e traz de volta a nostalgia em participação no Altas Horas apareceu primeiro em PAPELPOP.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.