Ads Top

Nova HQ revela que Coringa nunca superou o término com a Arlequina

Há muito tempo, os quadrinhos deixaram de ser uma mera projeção de sonhos e ideias mirabolantes. Agora eles passaram a ser tratados como um reflexo da sociedade. Antes, o universo de super-heróis era considerado um panteão de deuses modernos. Contudo, descobrimos que o mesmo é composto por personagens passíveis dos mesmos sentimentos que nós, reles mortais. Sendo assim, é comum nos identificarmos com algumas situações envolvendo essas figuras. Por exemplo, o Supeman se estressa as vezes; o Flash chega atrasado; o Batman precisa urgentemente de terapia e o Coringa sofre dor de cotovelo. Isso mesmo, que você acabou de ler. O Príncipe Palhaço do Crime, aparentemente, tem problemas para superar seu término com Arlequina (via Pulp Fiction Cine).

A nova série de quadrinhos do Batman, escrita por James Tynion IV e ilustrada por Jorge Jiménez, tem explorado outras facetas do Coringa. Embora seja obcecado – e há quem diga apaixonado – pelo Homem-Morcego, o vilão também possui sentimentos por Arlequina. Obviamente, não estamos falando de amor genuíno. Basta lembrar das raízes tóxicas do relacionamento entre os mesmos. Todavia, esse sentimento de posse foi responsável por despertar ciúmes no Palhaço. Ao passo que Arlequina se emancipou do antagonista, não a vemos mais como a “namorada do Coringa”, e isso parece incomodar o mesmo.

Sendo assim, em Batman #98 foi sugerido que Punchline, apontada como nova parceira do vilão, foi recrutada apenas para caçar Arlequina. Embora acreditássemos que a fila do Coringa tinha andado e ele já tinha seguido em frente e decidido torturar psicologicamente outra pessoa, não foi bem assim. Como forma de se vingar da ex, o palhaço resolveu criar uma nêmesis para ela. Então, ao contrário do que imaginávamos, Punchline não é um nova vilã do Batman, ela foi adicionada à mitologia de Arlequina.

Mais detalhes sobre Punchline

Em suma, Tynion queria uma personagem que conseguisse se destacar, diante de presenças como Batman, Coringa e Arlequina. Assim, juntamente com Jiménez, que elaborou o design de Punchline, Tynion apresentou a ideia ao seu editor, Ben Abernathy, que a achou incrível. De acordo com o quadrinista, quando tentou explicar o conceito da vilã para Jimenez, ele chegou na seguinte descrição, “se Arlequina era o anjo distorcido no ombro do Coringa, Punchline é o diabo no outro ombro”.

Embora a origem da personagem ainda seja um mistério, já sabemos que suas intenções estão longe de favorecer alguém além dela mesma. Surpreendentemente, apesar de suas semelhanças com Arlequina, as duas foram feitas para serem extremos opostos. De qualquer forma, estamos ansiosos para o que está por vir. E você, quais suas expectativas para Punchline? O que acha da dor de cotovelo do Coringa? Compartilhe sua opinião com a gente.

Essa matéria Nova HQ revela que Coringa nunca superou o término com a Arlequina foi criada pelo site Fatos Desconhecidos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.