Ads Top

Encontrada ossada de cão de estimação da Idade da Pedra

Podemos dizer que o cão é o melhor amigo do homem há mais tempo do que imaginávamos. Isso porque, recentemente, foi encontrada uma ossada de cão de estimação da Idade da Pedra. Portanto, os cachorros já são nossos amigos há pelo menos 8.000 anos.

Os vestígios de cães datados da Idade da Pedra foram descobertos perto da cidade de Sölvesborg, na província sueca de Blekinge. Dessa forma, estima-se que o cachorro tenha cerca de 8.400 anos. De acordo com arqueólogos, os restos do animal foram encontrados em uma cova que provavelmente se trata de uma sepultura. Com isso, esse se trata de um dos cães mais antigos da Suécia, segundo o Museu de Blekinge.

Esse cachorro viveu na Suécia há cerca de 8.400 anos

De forma surpreendente, os restos do animal, mesmo sendo tão antigos, se encontram em um ótimo estado de preservação. Para especialistas, isso aconteceu porque o nível do mar subiu muito e em pouco tempo. Dessa forma, há 8.000 anos, essa região estava coberta de lama e hoje, os restos mortais puderam ser encontrados em um ótimo estado de preservação.

No entanto, há algo diferente nesta descoberta. Ainda que túmulos de cachorros já tenham sido encontrados antes. Dessa vez, havia algo incomum no túmulo do animal. Assim, ele estava mais próximo do que o normal de um assentamento humano. Entretanto, ainda é cedo para afirmar a proximidade com o cão de seres humanos. Isso porque, nenhuma parte de esqueleto humano foi encontrada até agora.

De acordo com Ola Magnell, osteologista e especialista em ossos de animais, isso pode ser resultado do solo ácido. Por isso, as condições do solo onde o cão foi encontrado ajudaram na preservação dos ossos. “É difícil dizer que tipo de raça é. Não existe uma raça de cachorro que podemos comparar hoje”, afirma a especialista. Em todo caso, é possível dizer que é uma espécie próxima do elkhound norueguês.

Caçadores da Idade da Pedra tinham um relacionamento próximo com cães

Pela forma que o túmulo foi construído e a ossada de cão de estimação foi encontrada, é possível afirmar que os caçadores da Idade da Pedra tinham um relacionamento próximo com os cães. Por conta disso, eles colocavam presentes no túmulo do animal. Isso inclui machados e facas. “Há outros exemplos dessa época em que alguns cães recebem os mesmos presentes que muitos humanos. Nenhum cachorro precisa de um machado, mas é o melhor amigo do homem, então é claro que ele também deve ter um”, afirma o arqueólogo Carl Persson.

Também vale lembrar que esse tipo de tratamento não valia para todos os cães, apenas os mais especiais. Enquanto alguns eram animais de estimação e os melhores amigos do homem, por outro lado, outros cachorros eram comidos por humanos.

Já fazem cerca de 15 anos que arqueólogos estudam a região de Ljungaviken, em Sölvesborg. Durante este tempo, inúmeros vestígios de casas, como lareiras e instrumentos de sílex, foram encontrados. No entanto, muitos arqueólogos já afirmam que não há muito mais para ser encontrado na região. Em todo caso, as escavações devem continuar e, em breve, devemos saber mais informações.

Essa matéria Encontrada ossada de cão de estimação da Idade da Pedra foi criada pelo site Fatos Desconhecidos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.