Ads Top

WFP, da ONU, é a 25ª organização a ganhar o Nobel da Paz na história

O Programa de Alimentos da ONU (WFP) é o vencedor do Nobel da Paz de 2020 (Foto: Reprodução)

 

Em nome da necessidade internacional de solidarierade e cooperação, a Comitê Norueguês do Nobel, que seleciona o vencedor do Nobel da Paz, decidiu agraciar o World Food Programme (Programa Mundial de Alimentos, WFP, na sigla em inglês), da ONU, com o Prêmio Nobel da Paz de 2020. "Pelo seu esforço de combate à fome, sua contribuição para melhorar as condições de paz em áreas de conflito e por agir como uma força motora nos esforços de prevenir que a fome seja usada como arma de guerra ou conflito", justificou o comitê, em nota

 

A WFP é a maior organização de ajuda humanitária do mundo com foco em acesso à alimentação. Em 2019, quase 100 milhões de pessoas em 88 países foram auxiliadas pelo programa — que é a principal ferramenta das Nações Unidas para atingir o objetivo de erradicar a fome. E ainda há muito trabalho pela frente: em 2019, 135 milhões de pessoas não tiveram acesso a comida, o número mais alto em muitos anos.

Entre 1901 e 2020, o Nobel da Paz foi entregue a organizações 28 vezes. No total, 25 instituições já foram laureadas — o Acnur, programa da ONU para refugiados, recebeu dois prêmios, em 1954 e 1981; e o Comitê Internacional da Cruz Vermelha foi laureado três vezes, em 1917, 1844 e 1963.

Pandemia

A Academia Sueca, responsável pelo Nobel, destaca que a pandemia do novo coronavírus aumentou o número de vítimas da fome no mundo. Principalmente em países que vivem conflitos de guerra, como Iêmen, República Democrática do Congo, Nigéria, Sudão do Sul e Burkina Faso. "Frente à pandemia, o World Food Programme tem demosntrado uma habilidade impressionante de intensificar seus esforços", destacam os organizadores do Nobel. "Como a própria organização [WFP] disse 'Até o dia em que tenhamos uma vacina, comida é a melhor vacina contra o caos'"

Para a Academia, o mundo está sob risco de viver uma crise de fome de proporções "inconcebíveis" se programas como o WFP não receberam o suporte financeiro de que precisam. "A relação entre fome e conflito armado é um ciclo vicioso: guerra e conflito causam insegurança alimentar e fome, assim como fome e insegurança alimentar podem levar conflitos latentes a se incendiarem e gerar violência. Nunca vamos atingir o objetivo de fome zero a menos que dermos um fim nos conflitos armados", pedem os responsáveis pela premiação. 

Trabalho pela paz

Els também destacam que o acesso a comida não apenas evita a fome, mas também melhora as perspectivas de estabilidade e paz. "O World Food Programme assumiu a liderança em combinar trabalho humanitário com esforços de paz por meio de projetos pioneiros na América do Sul, África e Ásia", destacam. 

 

Segundo o comtiê do Nobel, o progama da ONU está de acordo com os valores de fraternidade propostos pelo químico e inventor Alfred Nobel, sueco que doou sua fortuna no fim do século 19 para criar o prêmio que leva seu nome. "Como a maior agência especializada das Nações Unidas, o World Food Programme é uma versão moderna dos congressos de paz que o Prêmio Nobel da Paz tem intenção de promover." 

Em 2019, a láurea foi concedida a Abiy Ahmed, primeiro-ministro da Etiópia, por seus esforços nas negociações para terminar com o conflito com a Eritreia, território que faz fronteira com o país.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.