Ads Top

Cientistas estudam spray nasal com anticorpos de galinhas contra Covid-19

Cientistas estudam spray nasal com anticorpos de galinha contra o novo coronavírus (Foto: JOHN TOWNER/Unsplash)

 

Um estudo realizado por cientistas da Austrália e dos Estados Unidos quer descobrir se um spray nasal com anticorpos de galinhas poderia oferecer algum tipo de proteção a humanos contra o Sars-CoV-2. Segundo a revista Science, estudos clínicos com australianos começaram a investigar a possível eficácia desse antídoto inusitado.

Embora nenhum estudo com animais tenha comprovado que funciona, os especialistas especulam que a fórmula poderia oferecer proteção temporária contra o novo coronavírus. “Há uma grande oportunidade”, disse à Science a química Daria Mochly-Rosen, da Universidade Stanford, nos EUA.

 

 

 

Para o spray, são usados anticorpos colhidos de gemas de ovos de galinhas imunizadas contra Sars-CoV-2. Os pesquisadores injetam a proteína spike do novo coronavírus (estrutura que permite ao vírus infectar nossas células) no peito das aves e elas desenvolvem uma resposta imunológica. Depois, os anticorpos são coletados das gemas e formuladas as gotas nasais para humanos. O objetivo é investigar a segurança de utilizar esses anticorpos por via intranasal e quanto tempo eles persistem no nariz. Estudos também estão sendo feitos com ratos expostos ao coronavírus.

“O conceito, em princípio, meio que faz sentido”, afirmou Michael Diamond, da Escola de Medicina da Universidade de Washington em St. Louis (EUA), e que também está desenvolvendo uma vacina administrada por via nasal para a Covid-19. “Mas há algumas questões a serem consideradas, como quanto tempo os anticorpos das galinhas durarão antes de se degradarem", comentou à Science

 

 

 

Outro ponto é saber se os humanos desenvolverão uma resposta imunológica contra eles. A equipe estima que uma dose do produto derivado do ovo custaria apenas US$ 1 (cerca de R$ 5,40).

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.