Ads Top

Conheça o castelo de Paronella, o palácio abandonado em meio à selva

Em 1930, José Paronella resolveu realizar um grande sonho: construir seu castelo. Por menos de US$ 200, Paronella comprou 13 acres de terra em meio a floresta de Queensland, Austrália. Após uma década de trabalho árduo, e muito dinheiro, a estrutura ficou pronta. No local, ao longo dos anos 40 e 50, foram realizados diversos eventos black-tie e apresentações teatrais.

Com o tempo, o castelo foi vítima de uma série de desastres naturais, como, por exemplo, inundações, incêndios e ciclones. Tais fatores fizeram com que o local se tornasse cada vez mais difícil de administrá-lo. Mesmo tendo passado por trágicos acontecimentos, o Castelo de Paronella segue em sua localização original e permanece aberto ao público até hoje.

Construção

O fazendeiro catalão José Paronella chegou à Austrália em 1913. Desde que chegou ao continente, Paronella trabalhou em fazendas de cana-de-açúcar. Enquanto funcionário, nunca deixou de sonhar com a própria propriedade, onde poderia construir o próprio castelo.

Por infortúnio do destino, Paronella teve que retornar a Espanha. Em sua terra natal, o fazendeiro acabou se casando com sua irmã mais nova, Margarita. Juntos, voltaram para a Austrália e, assim, seu maior sonho começou a se tornar realidade.

O local escolhido para iniciar o projeto que definiria o resto de suas vidas foi às terras de Mena Creek, no norte de Queensland. Paronella comprou um terreno em 1929, por cerca de £ 120, o equivalente a $ 157.

Assim que tornou-se proprietário do local, o fazendeiro começou a realizar as primeiras modificações. Primeiro, plantou cerca de 7.000 árvores, criando, assim, uma vegetação luxuriante. Logo depois, Paronella construiu a Grande Escadaria, crucial para o transporte de todos os outros elementos envolvidos na construção do castelo.

Seguindo o fluxo sem interrupções, Paronella conseguiu finalizar a construção da propriedade, totalmente influenciada pelos estilos dos castelos presentes na Espanha. O local possui seu próprio teatro, barracas de bebidas, fonte, bancos e um grande salão de jantar. Paronella também instalou uma hidrelétrica para fornecer energia para todo o castelo.

Hoje

A construção levou mais de 10 anos para ser concluída. O local foi aberto para visitantes em 1935 e, desde então, recebeu uma atenção considerável. Na programação disponível ao público, constavam inúmeras atividades. Uma das mais atrativas era a exibição de filmes, que acontecia todos os sábados no teatro. Além disso, Paronella também alugava o salão de jantar principal do castelo. O local era destinado para festas e eventos.

Em 1946, uma inundação causou danos severos no local. Os filhos e os netos de Paronella, que faleceu em 1948, fizeram de tudo para manter o castelo aberto, mas, infelizmente, outros desastres naturais ocorreram no local e a família foi obrigada a colocá-lo à venda. O local permaneceu fechado até 1993.

No mesmo ano, Mark e Judy Evans compraram a estrutura e a revitalizaram. Os ajustes custaram ao casal cerca de US$ 450.000. Hoje, por conta dos Evans, o castelo segue vivo e aberto a visitação. Passeios podem ser realizados tanto pela manhã, como pela noite. Além disso, para muitos, o local segue sendo ideal para fotos de casamento e diversos outros eventos especiais, sejam luxuosos ou não.

Esse conteúdo Conheça o castelo de Paronella, o palácio abandonado em meio à selva foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.