Ads Top

Conheça o pombo-correio mais caro do mundo

Até ontem, New Kim era um simples pombo-correio. Mas em um piscar de olhos, tudo mudou. O animal, recentemente, tornou-se foco dos holofotes. Originalmente da Bélgica, o pombo-correio acaba de ser consagrado como o mais caro do mundo.

New Kim foi leiloado no site Pipa Piegon Paradise e foi arrematado por 1,3 milhão de euros por um colecionador sul-africano. New Kim não foi o único. Hok Van De Wouwer, um renomado criador de pombos-correio de Antuérpia, Bélgica, além de ter colocado New Kim à venda, também disponibilizou outros exemplares de seu criadouro.

O criador e a criatura

Com a ajuda de seu filho Gaston, Kurt Van De Wouwer, hoje, ocupa um lugar de destaque em meio a outros criadores. Ao longo de sua trajetória profissional, Kurt conquistou inúmeros prêmios, tanto nacionais como internacionais.

Atualmente, os exemplares de Kurt são os mais procurados. No entanto, essa é a primeira vez na história que um pombo-correio é arrematado por um valor tão exorbitante. Nem mesmo Kurt esperava que New Kim quebrasse o recorde mundial de pombo mais caro do mundo.

Os pombos-correio de Kurt foram a leilão na semana passada. New Kim, desde o início do evento, destacou-se. Ao longo da semana, a ave obteve cerca de 226 lances, sendo o maior deles 1,3 milhões de euros.

Como ninguém se aventurou a dar um lance maior, New Kim acabou superando o recorde já estabelecido por outro espécime belga, Armando. Em 2019, Armando foi arrematado por 1.252.000. O lance foi de um colecionador chinês.

De acordo com a imprensa internacional, colecionadores que pagam valores ultrajantes por essas espécies têm um único objetivo: a reprodução. Para os compradores, é mais lucrativo vender os filhotes dos animais em questão. Afinal, o risco de perder a ave em meio a competições é grande.

Devido ao lance excepcionalmente alto, New Kim está sendo vigiado por uma empresa de segurança.

Pombo-correio

Sim, os pombos-correio são da mesma espécie dos pombos que estamos acostumados a ver nas ruas, porém, pertencem a uma raça diferente, com uma carúncula mais acentuada na base do bico e porte maior.

Além disso, esses animais não transportam mensagens de forma espontânea. Sempre vemos nas telinhas do cinema que os pombos-correio são exclusivamente utilizados para o envio de mensagens. Mas, infelizmente, as coisas não funcionam assim.

Esses animais são territorialistas. Ou seja, eles sabem como voltar para a casa. Portanto, se o pombo-correio for transportado de seu local de origem até um determinado ponto, instintivamente o animal saberá como retornar à casa.

Segundo Ronald Ranvaud, “esse é um mecanismo natural que ele tem. Trata-se de uma estratégia adaptativa, ou seja, um resultado da seleção natural. Alguns animais são nômades, outros, migratórios. Já os pombos-correio possuem uma moradia fixa e procuram sempre voltar para esse abrigo, onde encontram proteção, alimento e os membros de seu bando”. Ranvaud, hoje, ministra as disciplinas de Neurofisiologia e Ciências Cognitivas no Departamento de Fisiologia e Biofísica do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP).

“Na etologia, que engloba os estudos de comportamento, isso é chamado de fidelidade ao sítio de origem”, complementa.

Esse conteúdo Conheça o pombo-correio mais caro do mundo foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.