Ads Top

O batimento cardíaco da Terra

Desde 1960, sismólogos de vários continentes perceberam que a Terra, a cada 26 segundos, gera um pulso misterioso. Conhecido no meio científico como o “batimento cardíaco da Terra”, o sinal foi documentado, pela primeira vez, em 1962, por John Oliver, pesquisador do Observatório Geológico Lamont-Doherty, Universidade de Columbia. Após 18 anos, o pulso foi registrado por Gary Holcomb, geólogo do US Geological Survey Gary Holcomb.

Recentemente, o sinal foi detectado mais uma vez e por aluno da Universidade do Colorado, em Boulder. Para tentar entender melhor o assunto, pesquisadores decidiram reunir conhecimentos, afinal, o pulso vem intrigando os cientistas ao longo dos últimos 60 anos.

Pulsos

O estudante da Universidade do Colorado que registrou o sinal, que é emitido pela a Terra a cada 26 segundos, chama-se Greg Bensen. O trabalho do estudante tornou-se objeto de estudo de Mike Ritzwoller e Nikolai Shapiro, ambos sismólogos da Universidade do Colorado. Além das análises de Bensen, os sismólogos também passaram a investigar as pesquisas de Oliver e Holcomb.

Com informações suficientes em mãos, Ritzwoller e Shapiro analisaram a fundo os blips de todos os ângulos possíveis. Após avaliar o conteúdo compilado, ambos descobriram a fonte do pulso. De acordo com os envolvidos, acredita-se que o sinal seja emitido em algum lugar próximo ao Golfo da Guiné, na costa oeste da África.

Oliver e Holcomb sempre publicaram artigos científicos sobre o assunto, mas nunca foram capazes de explicar o que realmente é o pulso. Até o momento, teorias apontam que o sinal seja causado por ondas ou devido à atividade vulcânica na área, mas nenhuma ainda foi comprovada.

A teoria que pulso seja provocado por ondas surgiu em 2011. Garrett Euler, que na época era aluno da Universidade de Washington, em St. Louis, descobriu que o sinal era oriundo de Baía de Bonny, território do Golfo da Guiné. Segundo Euler, a pressão ocasionada pelas ondas gerava abalos sísmicos, causando, assim, os pulsos.

Já a teoria que coloca em pauta as atividades vulcânicas como principal causa surgiu em 2013. A teoria foi desenvolvida por Yingjie Xia, pesquisador do Instituto de Geodésia e Geofísica de Wuhan, China. Assim como a de Euler, a teoria de Xia também é válida.

Explicações

Por que o pulso que se origina a cada 26 segundos ocorre apenas na Baía de Bonny? As ondas atingem as costas litorâneas de todo o mundo? O que há de tão especial no Golfo da Guiné? Essas e outras perguntas ainda não foram respondidas pelos cientistas. O pulso, para os pesquisadores, segue sendo um quebra-cabeça difícil de decifrar.

“Há certas coisas que nos concentramos na sismologia”, explicou o sismólogo Doug Wiens. “Queremos, agora, determinar a estrutura abaixo dos continentes, e outros pontos que podem ser essenciais para eventuais descobertas”.

O “batimento cardíaco da Terra” pode ser visto também por outro viés. De acordo com a “Ressonância Schumann”, o batimento cardíaco de nosso planeta envolve todos os seres vivos numa frequência natural e constante. Em suma, essa frequência pulsa exatamente 7.83 Hz há milhares de anos.

Na Índia, esse número é o mesmo da frequência de OM, o som sagrado e cósmico da religião hindu.

Esse conteúdo O batimento cardíaco da Terra foi criado pelo site Fatos Desconhecidos.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.