Ads Top

Oito produções ambientadas na pandemia que você precisa assistir

Fernanda Montenegro em "Amor e Sorte" (Divulgação/TV Globo)

Este ano, a indústria do entretenimento teve que lidar com alguns desafios. Assim como outros setores da sociedade, em razão da pandemia do novo coronavírus, inúmeras produções de cinema, TV e internet tiveram que ser interrompidas.

No entanto, cumprindo o seu papel, a arte apresenta diversos olhares sobre as questões sociais, podendo seguir por um caminho mais próximo da realidade ou mergulhando no de vez ficcional. Sendo assim, por meio de obras audiovisuais, decidimos reunir oito produções que abordaram, de formas distintas, esta etapa de isolamento social causado pela covid-19.

Amor e sorte

Foram precisos apenas quatro episódios para que a série criada por Jorge Furtado, na Globoplay, deixasse aquele gostinho de quero mais. Embora o tema central, a pandemia, seja o denominador comum da obra, cada capítulo possui uma história única e independente.

Para construir a trama, Furtado buscou pessoas que estivessem vivendo o isolamento social juntas, chegando a nomes conhecidos do público, como Fernanda Montenegro e Fernanda Torres, Lázaro Ramos e Taís Araújo, Emílio Dantas e Fabíula Nascimento, e Caio Blat e Luisa Arraes.

Apesar do pano de fundo, é a série ideal para quem busca um entretenimento com pitadas de humor.

Feito em casa  

Cineastas famosos de diversas nacionalidades estão “reunidos” na série “Feito em Casa”. A produção, disponível na Netflix, conta 17 episódios e retrata a experiência do isolamento social em diferentes partes do mundo e mostra como pessoas de culturas tão diversas lidam com a pandemia do novo coronavírus.

Vale dizer que a obra é uma antologia de curtas-metragens. Ou seja, todos os episódios são sobre o mesmo tema, a quarentena, mas com histórias independentes, e que não precisam ser assistidas na sequência.

South park

Uma das animações mais antigas do mundo ainda em exibição, South Park não hesitou em retratar a pandemia do novo coronavírus pelo qual o mundo tem passado.

Sem abandonar o seu tom de humor tradicional, o programa mostra como a pandemia afetou a fictícia South Park e a maneira com que os personagens tiveram que se adaptar à nova realidade. A animação foi exibida no Brasil pelo canal Comedy Central.

Diário de um confinado

Assim como boa parte dos brasileiros, Murillo, interpretado por Bruno Mazzeo, vê sua vida se transformar com o anúncio do isolamento social.

A alternativa para conter a pandemia de Covid-19 faz com que suas relações se tornem cada vez mais virtuais. Os compromissos passam a ser todos remotos: a terapia, a reunião do condomínio, o encontro com os amigos. É com esse novo contexto que Murillo tenta se adaptar e seguir vivendo.

A trama conta com a participação especial de Arlete Salles, Debora Bloch, Fernanda Torres, Lázaro Ramos, Lúcio Mauro Filho e Renata Sorrah. Além disso, tem a direção artística assinada por Joana Jabace, esposa de Mazzeo.

Sob Pressão

Sob Pressão segue sendo uma das melhores tramas apresentadas na TV nacional nos últimos anos. Mostrando os dramas da equipe de emergência de um hospital público e todas as dificuldades que essa área enfrenta no Brasil, seria impossível não trazer à tona o momento de crise sanitária pelo qual passamos.

Em dois episódios especiais, a produção, que busca um caminho bastante realista, é pontual ao humanizar todo o processo relacionado a covid-19, tanto pelo olhar do médico, quanto pela interação do paciente. Exibida na Rede Globo, a produção está disponível na plataforma de streaming do grupo.

Distanciamento Social

Filmada durante a quarentena, a tragicomédia da Netflix apresenta o cotidiano de várias famílias durante a pandemia do novo coronavírus.

Criada por Jenji Kohan, de Orange is the New Black, a cada episódio a série expõe as dificuldades que um grupo de personagens encontra para se manter conectado à sociedade.

Horas em Casa

Brilhante como sempre, a atriz Denise Fraga se juntou ao diretor Luiz Villaça para presentear o público com uma websérie sobre o momento em que a sociedade teve que se isolar como medida de proteção.

Chamada “Horas em Casa”, a produção provoca reflexões, mas também apresenta o alívio cômico que 2020 precisava. Sozinha em cena, Denise fala com o filho, com o marido e, quebrando a quarta parede, fala com o espectador.

Habitação Social: uma questão de Saúde Pública

Produzido pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR), o documentário “Habitação Social: uma questão de Saúde Pública”, exibido pela TVCultura, é um alerta ao problema de habitação social no País.

Expondo as dificuldades enfrentadas por famílias que vivem em assentamentos precários, em cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Salvador, a produção reforça como o momento de pandemia do coronavírus pode agravar certas situações.

O média-metragem tem direção de Paulo Markun e Marcelo Amiky. Além da apresentação de Adriana Couto.

***

O post Oito produções ambientadas na pandemia que você precisa assistir apareceu primeiro em PAPELPOP.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.