Ads Top

Rejeição à fama, obrigações de contrato e alienígenas: 10 curiosidades sobre a Sia que você talvez não saiba

Sia no BBMAs (Getty Images)

Sia é uma personalidade enigmática. A gente não vê o rosto dela facilmente e ela gosta de manter a vida dela bem privada para evitar as consequências da fama. Ao mesmo tempo, ela tem uma mente criativa que parece ser infinita, está envolvida na produção de diversas músicas pop e gosta de assumir o controle de tudo sobre a carreira dela. Mesmo evitando chamar a atenção, é impossível não vê-la ou saber dela!

Além dos diversos feitos que coleciona ao longo dos anos, ela agora lança mais um fruto da sua criatividade ambiciosa: “Music”, um filme e um álbum que ela mesma compôs, dirigiu e assumiu o roteiro. O álbum chega para nós nessa sexta-feira (12) e, como forma de aquecimento, a gente trouxe dez fatos curiosos sobre a carreira da australiana. Alguns são de cair o queixo!

1) “1000 Forms of Fear” foi uma obrigação de contrato, ela não queria se lançar como artista

Estão passados com essa informação? Pois é! Originalmente, Sia queria se manter apenas como compositora para outros artistas pop, mas o contrato dela com a gravadora incluia o lançamento de um álbum e ela precisou lançar o incrível “1000 Forms of Fear” para terminar o acordo.

“Eu estava planejando ser uma compositora de música pop para outros artistas. Mas meu contrato era como artista, então tive que lançar mais um álbum. Eu não queria ficar famosa, então mantive todas as músicas que queria e me diverti muito fazendo isso”, disse ao NME. E, claro, a experiência com o álbum acabou motivando ela a continuar a carreira como cantora.

2) A carreira da Sia tem muito mais anos do que você imagina!

Sia tem um total de oito álbuns, prestes a completar nove com o lançamento de “Music” nessa sexta. O primeiro álbum solo dela foi em 1997, “OnlySee”, e até chegar no conhecido “1000 Forms of Fear” ela lançou “Healing is Difficult” (2001), “Colour the Small One” (2004), “Some People Have Real Problems” (2008) e “We Are Born” (2010)

Porém, ainda antes disso, Sia fez parte de uma banda de jazz! A banda se chamava Crisp e era da cidade de Adelaide, no Sul da Austrália. A banda acabou em 1997 e Sia se mudou para Londres, onde também foi vocalista da banda Zero 7. O primeiro álbum dela, “OnlySee”, vendeu apenas 1.200 cópias. Quem diria que o jogo iria virar anos depois, né?

3) Ela acredita em alienígenas!

Há outras formas de vida além das que conhecemos na Terra? Sia acredita que sim. Numa entrevista para a revista Interview, ela conta:

“Acho que seria insensato da nossa parte não acreditar que existe vida além de nós, vida inteligente. Então eu acredito em alienígenas. Eu vi o [ex] ministro da defesa canadense discutir o fato de que ele sabe que o governo americano está trabalhando com cinco espécies diferentes de alienígenas atualmente. O que é muito revelador. Eu quero acreditar de uma forma que me deixe um pouco assustada. Então, gosto de pensar em cães porque isso me faz sentir segura”

4) Sia é vegana e super envolvida na causa de proteção aos animais

Em 2014, Sia revelou que é 100% vegana. Mas, muito além disso, Sia já se envolveu muito em causas contra o abuso animal. Desde 2010, ela é apoiadora de causa da PETA, junto com a cachorrinha dela Pantera. Elá já apoiou causas para motivar a adoção de animais de rua, já se posicionou contra a reprodução abusiva de animais em canís, defendendo também a castração. Em 2015, ela cedeu a faixa “Free The Animal” para uma campanha da PETA Asia contra o uso de pele animal.

5) Ela tem dificuldades em aceitar a fama

Uma marca que torna Sia uma das artistas mais originais da música é o fato de ela nunca mostrar o rosto. Desde a época de “1000 Forms of Fear”, ela ficou conhecida pela peruca que deixa apenas a boca à mostra, com vários formatos e cores ao longo da carreira.

Porém, a peruca tem um significado: Sia tenta de todas as formas se afastar das consequências da fama. “Eu não quero ser famosa ou reconhecível. Não quero ser criticada pela forma como pareço na internet”, disse ao Chris Connelly em 2014

Em 2013, ela até escreveu um manifesto anti-fama para a Billboard, dizendo o seguinte:

“Se alguém além de pessoas famosas soubesse o que é ser uma pessoa famosa, ninguém iria querer ser famoso. Imagine uma sogra estereotipada, altamente opinativa e completamente desinformada e aplique-a a todos os adolescentes com um computador no mundo inteiro. Em seguida, acrescente todas as pessoas entediadas, bem como pessoas cujo trabalho é fazer reportagens sobre celebridades. Então, imagine aquela criatura, aquela força, criticando você por uma hora direto, uma vez por dia, todos os dias, dia após dia.”

6) “This is Acting” é inteiro feito de músicas compostas para outros artistas

Fãs da Sia com certeza já sabiam dessa, mas o álbum que Sia lançou em 2016, com hits como “Alive” e “Cheap Thrills”, se chama “Isso é Atuar” em tradução livre por um motivo. Em entrevista para a NME, ela conta que se sente atuando nesse álbum pois ele é formado inteiramente de músicas que ela havia feito para outros artistas e não foram usadas.

“Estou chamando de ‘This Is Acting’ porque são músicas que eu estava escrevendo para outras pessoas, então não pensei ‘são coisas que eu normalmente diria’. É mais como uma encenação. É divertido.”, disse na época.

7) Sia chamou Maddie Ziegler pelo Twitter

Sia e Maddie Ziegler são uma parceria que completa sete anos agora em 2021. Tudo começou com “Chandelier” em 2014, com a dançarina tendo apenas 12 anos e conhecida pelo reality “Dance Moms” e agora está até atuando no elenco principal do filme “Music” da Sia. Ela dança em todos os clipes da cantora e também está presente nas performances ao vivo. Mas como isso começou?

Bom, literalmente no Twitter para todo mundo ver! “Oi Maddie! Quer me interpretar no clipe do meu primeiro single? Minha equipe está tentando entrar em contato com você”. Assim, na timeline, para todo mundo ver! Hahahaha. O início de um sonho e deu tudo certo.

8) Foi Sia que transformou “Diamonds” numa música pop, a faixa foi pensada para ser um hip-hop

É comum que um grupo de produtores e compositores comecem a pensar em faixas começando pela trilha, ou por alguma batida que ficou na cabeça, para depois ir refinando a ideia e pensar qual a melhor pessoa para cantar em cima da faixa. Pois bem, o sucesso “Diamonds” da Rihanna teve uma reviravolta bem interessante, já que não foi pensada originalmente para a cantora e muito menos seria uma faixa pop.

“Nós pensamos ‘Vamos apenas gravar algo que gostamos. Vamos fazer um faixa de hip-hop com alguns acordes muito legais.’ Não parecia algo da Rihanna. Estávamos mais pensando em fazer uma faixa que soasse como Kanye. Vamos fazer algo com uma batida forte. Então nós fizemos.”, disse Benny Blanco, um dos produtores da música, para o Huffington Post.

“Então Sia ouviu a faixa e mergulhou instantaneamente nela. Não estávamos nem pensando em colocar uma música pop nela, mas ela escreveu essa música incrível, e aconteceu da noite para o dia. […] Toda vez que a ouço, fico tipo ‘Meu Deus, essa música realmente aconteceu'”, contiua.

É, às vezes um hit nasce do lugar mais inesperado possível!

9) Ela já foi uma das 100 pessoas mais ricas da Australia com menos de 40 anos

O sucesso de “1000 Forms of Fear” rendeu a ela bons frutos, viu? Em 2014, ela entrou para a lista das 100 pessoas mais ricas da Australia com menos de 40 anos. ela ficou em 97º lugar com uma fortuna de 20 milhões de dólares australianos. Aproximadamente uns 40 milhões de reais hoje em dia. Poderosa!

Vale ressaltar que o álbum também rendeu a ela o prêmio de Álbum do Ano no ARIA Music Award, a principal premiação musical da Austrália.

10) Sia decidiu dirigir “Music” após ganhar confiança com o clipe de “Chandelier”

“Music”, o projeto audiovisual que inclui um filme estrelado por Kate Hudson e um álbum que será lançado nessa sexta, começou a ser pensado em 2015. Sim, seis anos atrás! O projeto é dirigido pela própria Sia e co-escrito por ela ao lado de Dallas Clayton, escritor de livros infantis.

Em entrevista ao Hollywood Reporter, ela conta que a ideia veio de uma história curta que ela havia escrito 2007, mas ela ficou com receio de ser ambiciosa demais com a ideia de transformá-la em filme. Mas o sucesso de “Chandelier” a convenceu do contrário.

“Eu estava com vergonha de dizer a alguém que queria fazer um filme porque pensei que seria visto como algo muito vaidoso porque eu era uma cantora. … E então, no ano passado, depois que fiz o vídeo de ‘Chandelier’, percebi que eu era muito boa em dirigir, então me senti um pouco mais corajosa”, disse.

Maravilhosa! “Music” mostra como Sia é uma artista sem medo de colocar todas as ideias super criativas fora do papel. Enquanto que o filme segue sem data para chegar no Brasil, o álbum com 14 faixas cantadas por Sia será lançado agora nessa próxima sexta-feira! Ouça “Together”, faixa principal do projeto:

O post Rejeição à fama, obrigações de contrato e alienígenas: 10 curiosidades sobre a Sia que você talvez não saiba apareceu primeiro em PAPELPOP.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.