Ads Top

Young Piva reflete sobre criminalização da maconha no clipe de “Barro”

Como uma ode à descriminalização da maconha, Young Piva lançou “Barro”. O single chegou às plataformas digitais nesta quinta-feira (4), misturando trap e reggae para que o cantor e compositor baiano desse seu grito por liberdade.

“O reggae é um ritmo que ouço desde a barriga da minha mãe. Nessa fusão com o trap, eu encontrei os elementos para criar uma vibe única. A intenção foi trazer um olhar mais artístico e somar elementos regionais que dessem a minha cara a essa sonoridade”, explica o artista em um comunicado enviado à imprensa.

O clipe, gravado em Salvador (BA), começa dizendo que “nos momentos de tristeza, de banzo, de saudade da África, os negros tinham ali a mão a liamba, ou fumo de Angola, a planta que dava sonhos maravilhosos”. Em seguida, Young Piva canta entre belas paisagens e muita fumaça. Veja:

“As pessoas têm discutido cada vez mais o contexto histórico que envolve a proibição [da maconha] e entendido que para alguns a erva nunca foi proibida. Ela fazia parte de suas identidades e isso não pode ser apagado. Então, eu quero que quem ouça essa track, entre na onda comigo e perceba o quanto essa guerra é nociva para os dois lados”, diz o cantor.

Young Piva é um dos artista do selo 999, de Baco Exu do Blues. Em 2020, o cantor e compositor lançou cinco músicas por meio do EP “Maior Onda”. Relembre:

O post Young Piva reflete sobre criminalização da maconha no clipe de “Barro” apareceu primeiro em PAPELPOP.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.